3

Cozinhando a sorte em lume brando...


Foi tudo decidido à última da hora, em cima do joelho tanto que só levei um terço do meu guarda-roupa e esqueci-me do carregador da maquina fotográfica (consequentemente os posts não tem imagens de minha autoria) e muitos dos meus objectos de lazer/trabalho ficaram para trás em prol da necessidades da minha pequenina.


Apesar de já termos posto a hipótese de tamanha mudança só nos últimos dias é que da suposição se passou à realidade.


E aqui estamos!


Eu de volta à minha cidade. Ele pela primeira vez como trabalhador e morador na cidade das alfaces. Ainda a repensar esta queda de paraquedas numa cidade que já não reconheço como a minha casa. Para já não falar numa casa e rotina que também não é a nossa.


Tenho a sensação que entrei numa realidade alternativa... Tudo é diferente a minha realidade mudou.


Tanta mudança dá-nos um sentimento de insegurança. Deixar tanto para trás para poder receber o que vem para a frente gera um sentimento de saudade, de vázio. Nostalgia.


Já nada era como era.


Tudo mudou para ser diferente.


Mas só assim se dá espaço à evolução, a novas oportunidades. A novas realidades.


Sentimentos antagónicos que lido por estes dias.


Que paralisam por momentos.


A minha arma... adaptação.


(foto de Geoffroy Demarquet)

3 comments:

kitty-san disse...

Uíííí, bemvinda de volta à cidade das alfaces!! Que tudo corra pelo melhor. Qualquer dia conheço a tua carochinha!
bjinhos

silvia disse...

para lisboa????
é engraçado, sempre te imaginei como uma mulher do Porto:)
boa sorte...

Lou disse...

Na verdade acho que o meu coração lá ficou.