1

7 meses



Com um dentinho nascido e outro a caminho, o comando da tv é neste momento o objecto, simultâneamente, para brincar e comer. Mas não deixa de papar os seus legumes cozidos a vapor se bem que se fossem dados pela mama sabiam bem melhor.
A brincadeira que a deixa ao rubro e que acompanha com gritinhos de felicidade é o cavalinho na perna do papá. Mas entretanto tivemos que inventar uma espécie de parque improvisado no meio do chão, para a deixarmos sentada, pois a cadeirinha já é um mundo demasiado pequeno e estagnado para ela. E do chão não passa.
À noite é o terror. Esperneia, rebola e esperneia mais um bocadinho. Talvez por lhe andarmos a trocar as voltas (tem acordado mais cedo e deitado mais cedo) ou por o seu ritmo natural ser herditário: Nocturno. De qualquer das maneiras fico deseperada para adormecê-la e dou por mim a fazer-lhe massagens e festinhas na tentativa de a relaxar. O que por momentos resulta. Não estou é muito convicta desta práctica que aprisiona-me (durante quantos anos?) ao soninho dela. Ainda mais pelo facto de ela ainda dormir no nosso quarto e ainda acordar (agora) 4 xs por noite para mamar...
O que é aconteceu àquela mãe idealizada que queria filhos muito independentes?
Foi mãe.

1 comments:

O Papá disse...

7 Meses...ehehhehehe
Parabéns minha pestinha,linda linda linda,o papá adora-te muito...
Agora que és grande vê se das umas férias ao papá e á mâmâ...e se nos deixas dormir pelo menos mais 1 horinha...ok minha princesa rebelde?
heheheheheh :P